Ninguém que Perder

Todas as pessoas, em algum momento da vida vivenciam uma perda, alguns perdem parentes, filhos, cônjuge, o grande amor, a capacidade física, dinheiro, bens materiais e posição social. Eu já enfrentei algumas perdas que me deixaram paralisada por algum tempo, as vezes sentia raiva e outras vezes sentia pena de mim mesma, remoendo lembranças e sempre questionando: porque comigo? A verdade é que é difícil perder alguém ou algo que acreditamos que nos pertence. Parece um pesadelo, dá uma dor no peito e um sentimento de vazio como se nada mais tivesse sentido. Ficamos introspectivos, não vemos graça nas coisas e nas pessoas e procuramos o isolamento, afinal, perder não é o melhor sentimento.

Os sentimentos de raiva e pena só faziam eu me sentir pior do que já estava. Até que um dia me veio um insight (como um raio) e uma voz interior dizendo: acorda, está na hora de agir! Nesse momento, perdi o medo e senti uma sensação de liberdade até então nunca experimentada. Quem já não disse ou ouviu alguém dizer: tanto faz, não tenho nada a perder mesmo!. O nosso Ego é composto por pensamentos e emoções de lembranças que reconhecemos como: “eu e minha história” e procura sempre se proteger. Por isso o “outro” é reconhecido pelo Ego como inimigo.

A Vítma

Observe a tendência das pessoas em procurar defeitos e se queixarem umas das outras. Reclamar da vida é o prato predileto do Ego. Por mais trágico que possa ser perder algo ou alguém, o homem tem consciência de que deve seguir em frente. E é justamente nesse ponto que ele irá determinar de que forma será a sua jornada.

Esse fenômeno de libertação não acontece com todo mundo, alguns se revoltam com o mundo e se sentem vítimas daquele acontecimento. Ao se lamentar, a mente cria uma história que passa ser a verdade fazendo com que você fique magoado e se sinta ofendido. Você não enxerga de que se trata de um erro de interpretação cujo objetivo é enxergar o outro como inimigo. Isso faz com que se feche as cortinas e impeça que o universo conspire a seu favor.

O Recomeço

Quando aceitamos a perda e nos libertamos desses sentimentos negativos, soltamos as rédeas e abre-se uma nova dimensão da consciência. Tudo passa a se alinhar com os nossos propósitos. As oportunidades e as pessoas se aproximam de nós de uma forma cooperativa. Quando perdoamos e entendemos que não é nada pessoal nos tornamos conscientes. É importante não confundir a queixa com a situação de informar a alguém sobre sua atitude desfavorável para que essas possam ser sanadas. Dessa vez o universo está conspirando a seu favor. Se durante um certo período nada acontecer, aproveite para curtir a paz, meditar e sentir a leveza de seu ser.

É bem provável que expor esse tema para uma pessoa que esteja passando por um processo de perda nesse momento não faça muito sentido. Não são todos que irão vivenciar o processo de libertação no mesmo momento. Eu desejo que você que está lendo esse texto agora seja uma dessas pessoas. Desejo que se permita perder agora para ganhar lá na frente. Por mais negativa que possa parecer a sua situação, acredite que existem mais pessoas boas do que más nesse mundo. Essas pessoas estão torcendo pela sua recuperação e pelo seu sucesso, inclusive eu. Se durante um certo período nada acontecer, aguarde…  Aproveite para curtir a paz, meditar e sentir a leveza de seu ser.